As doenças do movimento compreendem um conjunto de condições neurológicas que, como o nome indica, causam problemas nos movimentos, que podem ser voluntários ou involuntários, e reduzidos ou lentos. A Doença de Parkinson, a Doença Huntington ou as Ataxias são três exemplos de doenças do movimento, o que faz com que as causas, a forma de diagnosticar e de tratar sejam diferentes entre si.

Exatamente porque a apresentação clínica das doenças do movimento é variável, o diagnóstico é desafiante e exige várias etapas que são asseguradas após referenciação do doente a consultas especializadas de Neurologia. Contudo, com a declaração de pandemia COVID-19, o Serviço Nacional de Saúde foi obrigado suspender a atividade médica considerada não urgente, o que levou ao adiamento de consultas e procedimentos necessários ao correto diagnóstico e acompanhamento dos doentes. Assim, o que é que mudou em termos de organização dos Serviços de Neurologia para que não existissem falhas na gestão dos doentes com doenças do movimento? Como é que se tem garantido o acompanhamento destes doentes? Será que se está a conseguir retomar a atividade programada?

Para responder a estas e outras questões, a News Farma junta três especialistas nacionais da área da Neurologia, peritos em Doenças do Movimento, para uma conversa virtual organizada com o apoio institucional da Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento e também de Bial, e que pretende juntar profissionais de saúde e público geral para esclarecimento de dúvidas e troca de experiências.


Dr. Miguel Coelho
Dr. Miguel Coelho

Presidente da Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento. Assistente de Neurologia do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, EPE – Hospital de Santa Maria; coordenador da Consulta de Cirurgia da Doença de Parkinson; investigador na Unidade Neurológica de Investigação Clínica do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Dr.ª Leonor Correia Guedes
Dr.ª Leonor Correia Guedes

Presidente-eleita da Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento. Assistente de Neurologia do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, EPE – Hospital de Santa Maria; coordenadora do Ambulatório de Distúrbios do Movimento Neurogenético da Departamento de Neurologia do Hospital de Santa Maria; coordenador Nacional da Rede Europeia da Doença de Huntington.

Dr.ª Joana Damásio
Dr.ª Joana Damásio

Vice-presidente e secretária-geral da Sociedade Portuguesa das Doenças do Movimento. Assistente Hospitalar de Neurologia no Hospital de Santo António, Centro Hospitalar do Porto.